direito_idosos_v3Maus tratos a idosos e crianças

Investigação de maus tratos a idosos e crianças é um tipo de investigação que o Detetive Particular Falcão trata de forma segura, atenciosa, e com a máxima cautela, pois julga que o ser humano deve ser respeitado e deve ter seus direitos e segurança garantidos independente da idade, raça, sexo ou posição social.

Saiba como a defesa dos direitos do idoso e da criança são tratados no Brasil.

Maus tratos a idosos

O artigo 4º da Lei 10741/03 do Estatuto do Idoso aprovado em 2003 dispõe: Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido na forma da lei.

Hoje, no Brasil, a violência contra o idoso é considerada crime, e deve ser denunciada o quanto antes para não causar danos maiores, seja físico ou psicológico, cabendo a todo cidadão a obrigação de denunciar qualquer tipo de violência ou opressão de qualquer natureza contra o idoso.

Por isso, fique atento a qualquer sinal estranho que o idoso sob sua responsabilidade apresentar, como: alterações no comportamento, medo, hematomas na pele, entre outros sintomas. Procure ajuda de pessoas experientes no assunto.

O Detetive Falcão trabalha na investigação de maus tratos a idosos há muito tempo, sempre preocupada em conseguir provas confiáveis e garantir a veracidade dos fatos, e assim, devolver o bem-estar a quem por muitos anos cuidou da família com tanta dedicação.

Maus tratos a crianças

As estatísticas sobre a violência e maus tratos à criança são alarmantes, veja o resultado de um estudo realizado pela UNICEF em 2014 chamado “Ocultos a plena luz: un análisis estadístico de la violencia contra los niños”:

• Somente em 2012, o número de crianças e adolescentes menores de 20 anos que foram vítimas de homicídio chegou a 95.000 (…) Sendo que América Latina e Caribe têm a proporção mais alta de vítimas de homicídio de menores de 25 anos.

• Em média, 6 em cada 10 crianças, de 2 a 14 anos de idade, no mundo, sofrem punições físicas regularmente pelas mãos de seus cuidadores. Na maioria dos casos, as crianças são submetidas a uma combinação de castigo físico e agressão psicológica.

Portanto, não espere muito tempo para investigar um caso de suspeita de agressão e/ou abuso sexual, o Detetive Falcão é especialista em investigação de violência doméstica contra crianças, com anos de experiência sempre obteve sucesso nos inúmeros casos em que atuou, auxiliando aos familiares e fazendo valer a lei.

Abuso sexual

É considerado abuso sexual quando a vítima é obrigada a realizar atividade sexual não desejada, onde é usada a força ou ameaça por parte do agressor, fazendo com que a vítima se torne incapaz de negar o consentimento. Segundo o ABC da Saúde existem quatro tipos de abuso sexual: a pedofilia, o estupro, o assédio sexual e a exploração sexual profissional.

De acordo com o sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA), a violência sexual é também a segunda agressão mais cometida contra adolescentes de 10 a 14 anos. Segundo estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo: Pouco mais de 5% dos brasileiros acima de 18 anos, ou 5,4 milhões de pessoas, foram vítimas de abuso sexual da infância – essa prevalência é maior entre mulheres (7%) do que homens (3,4%).

Não vamos colaborar com as estatísticas! Assim que suspeitar que alguém foi vítima de qualquer tipo de abuso sexual, procure ajuda de especialistas em investigação.

Fale com os profissionais da Detetive Falcão e encontre todo o apoio necessário para a investigação e o esclarecimento dos fatos.